quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Sua Vida



Waldemiro Gomes um homem à frente do seu tempo


Que podemos falar a respeito deste personagem que foi tão importante em nossas vidas de crianças, de adolescentes e de jovens? Não é que não tenhamos o que dizer, mas a responsabilidade é muito grande para se comentar sobre tão grande homem!
Quando adoecíamos, sempre estava ao nosso lado... cuidava de nós, com muito carinho e atenção, era muito preocupado que sua família fosse saudável! Cursou medicina durante 3 anos...parou... achou que não era a profissão apropriada para ele... mas, para nós, seus entes queridos, sempre agiu como um grande médico!
Vale ressaltar que, em Macapá, a cidade em que vivíamos, era a Capital do então Território Federal do Amapá, era uma cidade iniciante e que não dispunha de muitos recursos inclusive, na área da saúde! Daí porque era tão importante que tivéssemos alguém com tantos conhecimentos, ... como nosso pai!
Como pai, Waldemiro era um grande amigo: inventava brincadeiras apropriadas para a nossa idade, contava histórias, escolhia livros adequados para lermos. Ajudou-nos a aprender a ler. Era um ótimo psicólogo: tinha sempre as palavras e as atitudes certas para nos ajudar nos momentos de dificuldades.
Waldemiro, o marido de Zenar(nossa mãe): um grande companheiro! Tinham muitas idéias em comum! Ele ajudava em tudo o que podia dentro de casa: os móveis todos eram confeccionados por eles... os dois amavam a marcenaria! Ele era também um grande carpinteiro, e as casas, em Macapá, eram em sua maioria, construídas em madeira, e, assim também a nossa casa foi construída por ele .
Waldemiro, O Escritor- Ele achava tempo para tudo! Olhando para trás, acho que o dia dele tinha 48 horas...possuía uma máquina de escrever, e passava uma grande parte do seu dia escrevendo sobre muitas coisas... e gostava de ler para nós para ver se entendíamos o que estava querendo dizer...!
Os temas que escolhia eram variados: desde saúde, alimentação, agricultura, política, literatura, poesia, relacionamentos humanos... toda semana era uma novidade e ele amava os artigos que escrevia! Sua opinião era muito respeitada e era lido por muitos!
Waldemiro, O Jornalista- Na iniciante Macapá, circulava um Jornal (Jornal Amapaense) onde se informava ao povo do Amapá, as notícias da cidade de Macapá , do Território Federal do Amapá , do Brasil e do mundo e para lá, ele enviava os seu artigos ! O Redator Chefe deste veículo de informação, era também um grande jornalista : Alcir Araújo( pai de Alcinéia Araújo, que tem se interessado muito em resgatar a memória do Professor Waldemiro, como era chamado) e que apreciava muito os trabalhos de Waldemiro, como formador de opinião!


Escrito por: Iolanda Assis Nascimento




Waldemiro Gomes um grande Homem


Ele gostava do conhecimento e gostava das pessoas! Gostava de aprender, para poder ensinar! Cobrar pelos serviços que prestava?... nem pensar!... isso quebraria a nobreza e a beleza da ação!...(era, acima de tudo, um poeta, e os poetas, estão muito além da praticidade) Este homem, Waldemiro, nasceu rico, mas do jeito que era, jamais poderia permanecer abastado! Como era de se esperar,... tornou-se pobre! Um homem tão generoso... que amava doar, sem receber nada em troca, obteve de Deus, um grande presente: um lugar para trabalhar, onde poderia obter o sustento para si mesmo, e para a família! Assim, distribuiria conhecimento e resultados de suas pesquisas, com quem fosse necessário, sem se preocupar com o lado prático da vida! Coisas que para um poeta-cientista, são absolutamente dispensáveis!
E assim foi! Tudo o que este homem sabia, não foi colocado em um livro, mas ele repartiu o saber, a todos os que o procuraram necessitando de alguma coisa! Sentia prazer em ajudar as pessoas, ... fossem elas pobres ou ricas; influentes ou não; cultas ou sem cultura... a todas, dava o mesmo tratamento : muito carinho, e atenção.



Escrito por: Iolanda Assis Nascimento


Waldemiro o grande literato



Apaixonado pelos livros: os clássicos,... os romances,... os Técnicos... os científicos... a Bíblia...!
Sempre que tinha um tempinho vago, lá estava ele com um livro nas mãos! Possuía uma biblioteca, com mais de 1000 livros, zelava por todos eles , leu todos e, seu apego era tão grande, tal era a importância que via, que em todos eles estava escrito o seguinte: “Os meus livros são meus amigos inseparáveis. Por favor, não me separem dos meus amigos!”
Se alguém precisasse levar algum exemplar emprestado, sabia que deveria ter cuidado e, assim que fosse possível, devolvesse, para que outros pudessem ser beneficiados!



Escrito por: Iolanda Assis Nascimento




waldemiro o grande Poeta

Em tudo, para ele, havia poesia ! Exaltava a beleza das coisas criadas por Deus! Não cansava de apreciar as bonitas paisagens, os rios, o canto dos pássaros,... As paredes de casa, eram cobertas de versos, que ele mesmo fazia!
Gostava de declamar os próprios poemas e os de outros poetas também, ... incentivava-nos para fazermos o mesmo! Não sabemos dizer, quantos versos compôs, mas sabemos que foram muitos ... e ... muito bonitos!



Escrito por: Iolanda Assis Nascimento


Waldemiro o Músico


Sabia tocar muitos instrumentos, mas só tinha em casa , um bandolim, o qual tocava quase todos os dias e um “serrote musical”, era parecido com o comum de serrar madeira, só o material era um pouco diferente, (talvez uma mistura de um outro metal) e ele só usava para tocar!
Era o serrote, um arco de violino, uma resina para passar nas cerdas do arco... e, assim, tirava acordes belíssimos daquela ferramenta! E, dificilmente, alguém, que o estivesse visitando, não pedia para ele fazer uma apresentação!



Escrito por: Iolanda Assis Nascimento



Waldemiro o Químico

Esta era uma grande paixão! Estudava os elementos químicos e as suas reações com muita seriedade e com muita profundidade; e esses conhecimentos vieram a auxiliá-lo, mais tarde em quase todas as suas pesquisas! Possuía um laboratório, que todos ficavam encantados em observar! Eram muitos instrumentos, equipamentos... tantas peças : pequenas, médias, grandes, mínimas... um microscópio ...
Tudo ele manuseava com muito cuidado !Era muito organizado... sabia o lugar de cada coisa!



Escrito por: Iolanda Assis Nascimento



Waldemiro o meteorologista

Montou em casa, uma pequena estação meteorológica para observar o clima de Macapá: observava as temperaturas máximas e mínimas de cada dia; quantidade e frequência de chuvas; umidade relativa do ar e a velocidade e a direção dos ventos! Ele fazia esses registros todos os anos e os guardava, porque sabia que essas informações eram muito importantes para aquela época, quando não havia os recursos que temos hoje para a previsão do tempo! Tinha também, um relógio de sol, feito por ele, para nos mostrar como se mostravam as horas, nos tempos antigos!


Escrito por: Iolanda Assis Nascimento


Waldemiro o botânico


Estudava as plantas com um carinho muito grande, sabedor que era da importância que elas têm na vida de todo o ser humano! delas se tira quase tudo: alimento, remédios, roupas , livros, casas, móveis... absorvem ruídos, diminuem a poluição do ar, reduzem o calor... humanizam os espaços...
E também sabia dos efeitos tóxicos que algumas plantas podem causar, pois algumas, possuem princípios ativos que são venenosos que podem causar prejuízos tanto nos homens como nos animais, desde que não se conheça tais princípios, e suas reações no organismo!
Através dos conhecimentos de química, pode estudar as propriedades de plantas que são usadas como fitoterápicos! Pesquisou os efeitos benéficos e os tóxicos de muitas espécies! E empenhou-se na descoberta para muitas doenças!





Escrito por: Iolanda Assis Nascimento




Waldemiro Gomes, passou por esta vida e deixou a sua marca!

Todos os que o conheciam, gostavam dele; tratava a todos de um modo respeitoso, amável e cordial, como se todos fossem amigos de longos tempos! E, nós, os familiares dele, o amávamos muito e aprendemos grandes coisas, com ele!... Era temente a Deus e muito preocupado com a nossa formação religiosa! Gostava de ler a Bíblia e tinha um grande respeito por tudo o que se relacionasse a Deus !
Ensinou-nos boas maneiras,... a ter gosto pela leitura,... a amar as artes,... a buscar o conhecimento, como fonte de vida!... mas, principalmente nos ensinou que o mais importante não são os bens materiais,... mas sim,... os valores morais: O respeito ao ser humano e à natureza! ( O homem que Deus criou com muito carinho; e a natureza, um grande presente que Ele, Deus deu ao homem, para que este pudesse viver com dignidade, aqui nesta terra!)
Waldemiro Gomes, partiu; pois já era chegado o momento dele! Mas tenho certeza,
que, O Senhor, Nosso Deus, o tem guardado para a Vida Eterna! E Este mesmo Deus, tem planos para todos nós.



Escrito por: Iolanda Assis Nascimento





Waldemiro Gomes de todas as formas


Waldemiro Gomes-Químico-Bioquímico,especializado em estologia vegetal, catalogou as ervas da amazônia, suas finalidades e seus princípios químicos. Tinha um grande estudo destinado ao câncer ,só com ervas da amazônia. Fez estudos das madeiras da amazônia e suas utilidades, madeiras que seriam usadas na engenharia, na navegação,etc...Na área da mineralogia, catalogou os minerais do então Território do Amapá. Mesmo sendo uma pessoa culta, educada, era simples e bem desprendido de bens financeiros, na sua casa os moveis eram fabricados por ele, no quintal de sua casa tinha uma serra de onde confeccionava seus moveis e outros artefatos.
Escrevia para o jornal Marco Zero, foi muito contestado em seus artigos, mais também foi bastante elogiado. Fazia comentários do cotidiano, aos assuntos mas importantes da época.
Cantou a cidade de Macapá de todas as maneiras, ele amava Macapá.( é uma pena que Macapá não tenha por ele o mesmo sentimento),escreveu sobre as lendas da amazônia,fez músicas,de onde se destaca o Luar de Macapá e o hino da policia militar. Fez quadras, sonetos, parodiou Soares da Cunha. Escreveu vários livros como Equação da Felicidade e a Lira dos Oitenta anos( livros que desapareceram depois de sua morte, pois ficaram no museu onde ele trabalhava).Os trabalhos de Waldemiro Gomes depois de sua morte ficaram no Museu onde ele trabalhava, eu sua filha(Maria Zenar) deixei la achando que seria o melhor lugar, o que foi uma pena, pois não encontrei mas nada.
Como músico tocava vários instrumentos,ele tocava ate garrafas,enchia as garrafas em varias medidas de água e assim podia tocar sua musica. Mas o que ele mas costumava tocar era violino e serrote, sim tocava serrote com arco de violino,era divino,sim só podia ser divino como tudo que vinha dele era divino. Para ele a musica fazia parte de sua vida, de seu entendimento, de seus sentidos.
Waldemiro Gomes como pai, foi o melhor pai do mundo,amava sua família,era dedicado as filhas, era pai médico, amigo etc. Na época não tinha televisão, e o rádio que tínhamos em casa foi ele quem fez, ,ficávamos ao lado do radio para escutar os programas e até as telenovelas .Quando ele chegava do trabalho,gostava de brincar com suas filhas, ele mesmo era quem fazia os brinquedos como:jogo de patelas, roletas educativas, e outras. Eu, sua filha Maria Zenar ,hoje com 49 anos gostaria que ele fosse imortal (bem de certa forma para mim ele ainda esta vivo)nunca me conformei com sua morte, e principalmente com o modo como o Estado do Amapá tratou seus estudos,me arrependo muito de ter deixado todo o acervo dele la no antigo museu Joaquim Caetano da Silva, hoje museu do Sacaca .O Dr Waldemiro era uma pessoa que com seus 86 anos, ainda trabalhava, era útil, e o que era bem interessante, era bem lucido. Eu nunca entendi o grande amor que o meu pai dedicou pra Macapá, ele falava que o motivo, era por eu ter nascido la,mas tenho certeza que não era só por esta razão, ele amava mesmo Macapá.

Bem,como dia 04 será o seu aniversario, eu sua filha, Zenarita não poderia deixar de falar o quanto você foi importante na minha vida,tudo na minha vida lembra você e sente falta de você. No final já de sua vida , você me dizia que quando sentisse saudades suas, bastava eu pensar em você, que eu iria sentir você bem perto de mim, e, é assim que eu tenho feito para poder viver sem ter você aqui. Nosso amor é eterno,estamos ligados por toda a eternidade. Com todo o amor, sua Zenarita.




Escrito por: Maria Zenar Assis Gomes.

2 comentários:

Anna Beatriz disse...

Para falar de sua vida, tive a grande ajuda de suas duas filhas( Zenar e Iolanda) que me enviaram textos relatando sua história de vida. Agradeço muito pela ajuda da minha mãe e Tia.

22 de dezembro de 2009 13:35
IRENILDE GIBSON disse...

Lembro do Sr. Waldomiro Gomes e sua família em Macapá, fui em sua residência com minha tia Professora Izomar Gibson Machado, eram amigos, admiro muito seu trabalho e a dedicação que sempre teve pela nossa cidade, lembrei muito dele na reinauguração do MUSEU SACACA.

13 de fevereiro de 2012 11:55